10 perguntas frequentes sobre cofragem de muros (parte 2)

1

Depois de termos visto as primeiras 5 perguntas sobre cofragens de muros, completamos a segunda parte das perguntas.

Descubra-as connosco!

6.- Quantos metros quadrados de cofragem podem ser transportados com um camião ou contentor?

A quantidade de metros quadrados transportáveis é derivada de um parâmetro chamado peso volumétrico, que relaciona o peso com o volume do equipamento a transportar e é utilizado para quantificar os custos de transporte.

Ten frequently asked questions about wall formwork

7.- Q que deve ser tido em conta quando se trabalha com SCC (Self Compacting Concrete)?

O betão auto-compactado tem a característica de ser mais fluido do que outros tipos de betão comummente utilizados no local. É utilizado nos casos em que é necessário um acabamento muito bom, ou nos casos em que a vibração do betão deve ser evitada, devido à poupança de tempo ou porque não é possível realizá-lo, por exemplo, no caso de alguns elementos estruturais que têm pouco espaço entre as armaduras.

Ao utilizar este tipo de betão, é importante ter muito cuidado com as pressões que a cofragem recebe, pois esta maior fluidez do betão implica um aumento muito significativo da sua pressão, ao aumentar o seu comportamento hidrostático. No caso de alturas elevadas, tais que as pressões de cofragem permitidas sejam excedidas, podem ser tomadas as seguintes medidas:

  • Abrandar e controlar a velocidade de enchimento conforme especificado pelo fornecedor da cofragem.
  • Reforçar a cofragem através de um pré-cálculo, desenvolvido em conjunto com o serviço técnico do fornecedor da cofragem.

8.- Quantos metros quadrados de cofragem posso manipular de cada vez com a grua?

O número de painéis que podem ser manuseados por grua depende de 2 fatores:

  • Capacidade de carga da grua no ponto de manuseamento;
  • Peso do equipamento a ser deslocado.

Portanto, o cálculo a ser feito é fácil: Verificar se o peso dos metros quadrados dos painéis a ser movimentados é inferior à capacidade de carga do equipamento de elevação nesse ponto.

Deve ser dada especial atenção a 2 aspetos:

  • A capacidade de carga da grua no ponto de movimentação; quanto maior for a distância entre o ponto de carga e a base da grua, menor será a capacidade de carga da grua.
  • Ganchos de gruas: Os painéis ou conjuntos de painéis devem ser sempre movimentados com pelo menos 2 ganchos de grua: A segurança durante o manuseamento é uma prioridade.

 

9.- É possível utilizar vibradores externos montados na parede?

Sim, para a compactação do betão, os vibradores externos são uma alternativa possível aos vibradores de ad ago. No entanto, os seguintes aspetos devem ser tidos em conta:

  • Necessitam de um desenho ad hoc. O seu posicionamento, a quantidade ideal e o manuseamento do equipamento durante o enchimento devem ser estudados.
  • São mais caros do que os vibradores clássicos.
  • Requerem equipamento de ar comprimido (se forem utilizados vibradores pneumáticos) ou um gerador elétrico (se forem utilizados vibradores elétricos).
Ten frequently asked questions about wall formwork

10.- Com que frequência deve o painel fenólico de cofragem ser substituído?

Também neste caso, a mudança de fenólico da cofragem depende do uso que é feito no local, e do objetivo de qualidade que se deseja no acabamento.

De que depende a durabilidade do fenólico?

  • Da espessura do fenólico em si, que geralmente varia entre 15 mm e 18 mm.
  • A correta utilização e aplicação do agente desmoldante antes de cada betonada. Se não for aplicada corretamente, o risco é rasgar a parte fenólica ao contacto, danificando-a de uma forma visível.
  • O cuidado com que o painel é manuseado no local: por vezes os fenólicos são danificados por golpes acidentais que causam buracos.
  • Condições de armazenamento: Tentar não deixar os painéis armazenados em locais húmidos ou sob condições atmosféricas diretas. Isto poderia levar a uma absorção excessiva de água no fenólico, ou à secagem da madeira (ao sol).

Engenheiro civil, trabalha com o Grupo Alsina há quase 17 anos. É System Manager de Sistemas Modulares e colabora com o departamento de digitalização e melhoria e continua a desenvolver aplicações para o grupo Alsina. A sua carreira profissional inclui a gestão e o acompanhamento de projetos a nível internacional.
Alejandro Pardo Medina
Latest posts by Alejandro Pardo Medina (see all)

    Este artigo ajudou-o? Quer saber mais? Contacte-nos!

      Posição:

      *Os campos obrigatórios

      Postagens relacionadas