Scroll Top

Cimbre ou Andaimes? Esclarecer os conceitos da construção moderna

1

No setor da construção, os termos “cimbre” e “andaime” são muitas vezes utilizados indistintamente, mas os seus conceitos de utilização, configuração e finalidades específicas podem gerar confusão, se não se tiver clara a função de cada um.

Este esclarecimento é fundamental para compreender o papel crucial de cada um em qualquer obra.

 

O que é um cimbre? O que é um andaime? Quais são as diferenças?

Os cimbres e os andaimes, embora sejam ambos estruturas temporárias de construção, têm diferenças essenciais em termos de objetivo, conceção e configuração:

Objetivo e função:

  • Cimbres: concebidos principalmente para suportar a cofragem de tabuleiros e lajes de pontes de betão durante o processo de cura do betão, bem como outros elementos estruturais que necessitem temporariamente de apoio durante o processo de construção.
  • Andaimes: utilizados como plataformas temporárias para permitir o acesso e o trabalho em altura ao pessoal da obra. O seu principal objetivo é proporcionar uma superfície segura e estável às equipas de trabalho durante a execução dos trabalhos de construção, manutenção ou reparação.

 

 Conceção e carga:

  • Cimbres: devem suportar cargas elevadas, especialmente as devidas ao peso do betão, para além das cargas adicionais da cofragem, do pessoal e do seu equipamento durante o processo de construção.
  • Andaimes: concebidos para suportar o peso do pessoal e do seu equipamento, não necessitam de suportar cargas tão pesadas como as dos cimbres. No entanto, os andaimes devem ser mais flexíveis e adaptáveis a diferentes alturas e configurações geométricas do que os cimbres.

Materiais e configuração:

  • Cimbres: geralmente são fabricados em aço ou alumínio e a sua configuração depende da forma e da dimensão do elemento de betão a construir.
  • Andaimes: geralmente são construídos com elementos tubulares metálicos (aço ou alumínio) e plataformas de madeira ou metal, e podem ser montados em várias configurações para se adaptarem a diferentes edifícios e/ou estruturas.

Em resumo, a principal diferença entre os cimbres e os andaimes reside na sua finalidade: os cimbres destinam-se a suportar temporariamente as cofragens e/ou os elementos estruturais, enquanto que os andaimes proporcionam plataformas de trabalho em altura para o pessoal da obra.

 

Outras estruturas temporárias semelhantes aos andaimes.

1.- Escada de Acesso: Nas suas duas (2) modalidades, a Escada de Acesso Multidirecional e a Torre de Acesso Modular, são estruturas temporárias geralmente construídas com material de andaime que permitem o acesso dos trabalhadores a diferentes pontos de um estaleiro de construção ou obra. Facilitam a circulação segura entre diferentes níveis em estaleiros de construção, indústria e reabilitação. São particularmente úteis em trabalhos temporários que exigem um acesso frequente entre zonas situadas a diferentes alturas. Estas torres proporcionam uma solução eficiente e segura, ajudando a melhorar a produtividade e a minimizar os riscos na obra.

Escada de Acesso Multidirecional
Torre de Acesso Modular

2.- Andaimes de trabalho: Os andaimes de trabalho são estruturas temporárias especificamente concebidas para facilitar o acesso dos trabalhadores e a montagem do aço de reforço em construções de betão armado. Estes andaimes proporcionam uma plataforma de trabalho segura e eficiente para os trabalhadores, facilitando a colocação de barras e malhas de aço nos elementos estruturais antes da fase de betonagem. A sua conceção robusta e a sua adaptabilidade tornam-nos numa ferramenta indispensável para garantir a eficiência e a segurança nos trabalhos de armação.

Andaime de trabalho

3.- Torre de Betonagem: A torre de betonagem é uma estrutura auxiliar utilizada na construção para facilitar a betonagem e a vibração do betão em pilares e muros. Estas torres são autoestabilizantes e incluem elementos que garantem a sua firmeza e estabilidade durante o processo de betonagem. São fundamentais para tarefas de construção que exijam verter o betão em altura ou em áreas de difícil acesso, constituindo uma solução eficaz para verter e vibrar o betão na obra.

Torre de betonagem

Engenheiro de Caminhos, Canais e Portos, trabalha no Grupo Alsina há já 9 anos. É o Chefe do Departamento de I&D e Gestor de Sistemas de Andaimes e Cimbres, e colabora também em Projetos de Obras Civis com o Departamento de Grandes Infraestruturas e Obras Singulares. O seu percurso profissional esteve sempre associado ao setor da construção (edificação e obras civis) em áreas como a conceção, gestão de obra, controlo de qualidade, fabrico, fornecimento de materiais e montagem, tanto a nível nacional como internacional.
Juan Carlos Calderón
Latest posts by Juan Carlos Calderón (see all)

    Quer saber mais? Contacte-nos!

      Posição:

      *Os campos obrigatórios

      Postagens relacionadas